Notícias

Entenda os impactos do possível retorno do La Niña em 2024

Por Redação
fevereiro 4, 2024

No Brasil, o La Niña pode trazer chuvas extras para áreas do Norte e do Nordeste a partir da primavera/verão.

No período em que o fenômeno climático ocorre, o país tende a ter boa produtividade de soja, apesar dos atrasos no plantio e na colheita, por causa do excesso de chuvas.

Esses atrasos fazem com que o milho seja plantado tardiamente, o que representa um risco para a produção do cereal, já que a chuva pode cortar antes e impactar a fase de desenvolvimento e enchimento de grãos.

A ocorrência do La Niña também pode sinalizar problemas para as culturas argentinas de milho e soja, assim como para os produtores de gado, que dependem dessas culturas para alimentação.

A Argentina é o terceiro maior fornecedor mundial de milho e o maior exportador de farelo de soja, usado na alimentação do gado.

 

Redação com Jornal de Alagoas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram