Notícias

Exclusivo: Mãe de bebê espancada conta detalhes do crime que chocou Palmeira dos Índios

Por Redação
agosto 22, 2023

Por Vanessa Lima

Reportagem-Éverton Luís

Na tarde desta segunda-feira (21), uma mulher e uma bebê de apenas 7 meses foram espancadas. O fato aconteceu no sítio Jarras, próximo à Fazenda Canto, em Palmeira dos Índios.

A vítima, que tem 50 anos, também relata que sofreu abuso sexual.

Segundo informações, um homem que estaria bebendo com dois amigos em um bar nas proximidades, teria chegado pelos fundos da casa e pedido um copo d’água. Enquanto a mulher entrou para pegar, o homem invadiu à residência e começou a espancar a criança, ao ver a situação, a vítima tentou impedir, foi espancada e desmaiou.

As vítimas receberam os primeiros atendimentos no hospital de Palmeira e em seguida foram encaminhadas para o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, onde será feito exames se a criança também sofreu abuso.

A reportagem da rádio Nova FM conversou com Alexia, mãe da bebê.

"Eu estava indo buscar ela da casa da minha tia, era costume ela ficar com a minha filha para eu ir trabalhar e, ao chegar na estrada, me deparei com o meu tio, já com minha tia "ensanguentada"e minha filha aparentemente desacordada no carro. Eu entrei em choque, aí virei imediatamente o carro q eu estava indo com meu esposo para ver o que tinha acontecido, aí fomos para o hospital, para fazer os procedimentos. Minha tia ficou bastante machucada, a maioria dos socos foram na região da cabeça, por isso ela está com o olho roxo, ela me relatou que tentaram matar ela, enganando o pescoço dela e na tentativa de proteger a minha filha, ela acabou sendo muito machucada, mas o intuito dos elementos foram pegar a minha tia, que também foi abusada sexualmente e aí a minha filha estava no meio e acabou levando vários socos também, por isso as lesões nela. Minha tia lembra a fisionomia deles, e eles já estão sendo procurados, o que se sabe é que são aqui de Palmeira dos Índios. Eles abusaram sexualmente da minha tia, a casa dela ficou toda ensanguentada por conta da luta corporal que ela entrou com eles, para proteger a minha filha".

Na noite de ontem (21), a polícia ouviu algumas pessoas suspeitas, que foram levadas ao Cisp para prestar depoimento, fez buscas e chegou ao responsável pelo crime, conhecido como "Lulinha", que estava bebendo em frente à sua residência e ao ver a viatura da polícia se aproximar, tentou se esconder, mas logo foi capturado e conduzido ao Cisp de Palmeira dos Índios. O celular da vítima também foi encontrado embaixo da cama do indivíduo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram