Notícias

Justiça concede medida protetiva a Leila contra líderes de organizada após presidente do Palmeiras ser alvo de ameaças em live

Por Redação
setembro 13, 2023

Por Jardel Gonçalves

A Justiça de São Paulo concedeu medida protetiva à presidente do Palmeiras, Leila Pereira, contra três líderes da torcida organizada "Mancha Alvi Verde", considerada a maior e mais influente do clube.

O processo foi movido depois que a empresária sofreu diversas ameaças durante uma live organizada pela uniformizada, que filmou um protesto em frente à sede da Crefisa, em 29 de junho deste ano.

De acordo com a ação foram feitas ameaças como:

  • Tem que meter bala na Leila
  • Se me arrumar uma arma, eu mato a Leila
  • Vou aparecer nos jornais por ter encomendado a morte da Leila
  • Não tem como usar de violência para cobrar a Leila?
  • Leila deveria ser espancada com barras de ferro
  • Coroa de flores pra Leila
  • Tem que quebrar a sede da Crefisa

Em sua decisão, o juiz Fabrício Reali Iza considerou que há diversos elementos para conceder a medida protetiva.

"O principal representante da torcida palmeirense ['Mancha'] postou o referido ato em seus perfis e, segundo a vítima, utilizou-se do protesto para promover-se em suas redes sociais, atingindo com isso milhares de pessoas e interações", escreveu.

"Os elementos indiciários até o momento apurados pelo presente conteúdo probatório, em tese, demonstram as ameaças recebidas pela vítima e, principalmente, o preenchimento dos requisitos previstos no art. 282 e seguintes, do CPP, quais sejam, a urgência e a necessidade da decretação das medidas cautelares para evitar a ocorrência de novos delitos em face da vítima", acrescentou.

Dessa forma, três líderes da "Mancha" ficam agora proibidos de entrar em contato com Leila, seja presencialmente ou virtualmente, e também por meio de terceiros. São eles:

  1. Jorge Luís Sampaio Santos
  2. Thiago Melo ("Pato Roko")
  3. Felipe de Mattos ("Fezinho")

Eles também ficam obrigados a manterem pelo menos 300 metros de distância da presidente alviverde e vetados de se aproximarem da casa da dirigente ou da sede da Crefisa, empresa da qual ela é dona.

As medidas cautelares têm pena de prisão preventiva em caso de descumprimento, segundo a Justiça.

Na decisão, o magistrado ainda pediu a quebra de sigilo de vários perfis nas redes sociais Instagram X (anteriormente conhecida como Twitter) para averiguar as ameaças feitas durante a live.

"Oficiem-se às empresas Twitter Brasil Meta (Instagram) para que forneçam e informem todos os dados cadastrais do referidos perfis (incluindo telefone, endereço, conta de -email, nome completo, documentos de identificação, data de nascimento, entre outros", encerrou o juiz.

Próximos jogos do Palmeiras:

Goiás (C) - 15/09, 21h30 (de Brasília) - Brasileirão

Grêmio (F) - 21/09, 21h30 (de Brasília) - Brasileirão

Boca Juniors (F) - 28/09, 21h30 (de Brasília) - CONMEBOL Libertadores, com transmissão ao vivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram