Notícias

Metrô pega fogo e passageiros desembarcam de trem após alerta de falha

Por Redação
janeiro 12, 2024

Passageiros que presenciaram o vagão de um metrô pegando fogo, no início da tarde desta sexta-feira (12/1), em Águas Claras, contaram que o transporte já vinha apresentando problemas desde a Estação Arniqueiras.

De acordo com a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), o trem apresentou falha de tração no local, e, após o piloto receber alerta, os usuários tiveram de desembarcar.

“O trem apresentou falha de tração quando estava em Arniqueiras. Quando isso ocorre, o piloto recebe um alerta porque o trem não tem condições de operar. Por isso, o trem foi retirado de circulação, e os usuários tiveram de sair em Arniqueiras. Ele estava indo para o pátio de manutenção aqui de Águas Claras quando ocorreu o incêndio”, informou o Metrô-DF.

Ao Metrópoles uma mulher relatou que os passageiros do metrô atingido pelas chamas foram orientados a desembarcar na Estação Arniqueiras, antes de o vagão pegar fogo, visto que o piloto recebeu um alerta de segurança.

“Eu vi que o pessoal desceu em Arniqueiras, que ele [metrô] vinha dando problema lá do ParkShopping. Aí o piloto seguiu sozinho aqui para Águas Claras”, contou Marta Gomes, 28 anos.

Segundo o Metrô-DF, todos os sistemas do trem são monitorados na cabine do piloto, entre eles portas, freios, tração e baterias. “Quando ocorre uma falha, ele recebe um alerta no painel. Dependendo de qual seja a falha, ele tem de ser encaminhado ao pátio de manutenção”, explica a companhia.

Circulação interrompida

Após interromper temporariamente a circulação dos trens, em função do incêndio que atingiu o vagão, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal informou que os serviços prestados pela empresa pública já voltaram ao normal.

Por volta das 14h desta sexta-feira, o trem foi recolhido para o pátio de manutenção.

“Por conta da ocorrência, tivemos retenções de trens nas plataformas das estações. Aproximadamente, ficamos sem passagem de trens em Samambaia e Ceilândia por cerca de 30 minutos”, esclareceu a empresa pública.

O incêndio começou em um trem que era recolhido para o pátio de manutenção. No momento em que o fogo consumiu um dos vagões, o modal estava entre as estações Águas Claras e Concessionárias.

Por volta das 13h, os passageiros que seguiam nos sentidos Central e Ceilândia voltaram a embarcar e desembarcar normalmente. As viagens no sentido Samambaia, contudo, ficaram impactadas até a avaliação da equipe técnica da companhia.

Redação por Metropoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram