Notícias

Morador de Palmeira dos Índios reclama de cobranças indevidas pela concessionária Águas do Sertão

Por Por Redação
fevereiro 7, 2024

Um morador de Palmeira dos Índios utilizou as redes sociais nesta quarta-feira (7) para desabafar e pedir a ajuda ao prefeito Júlio Cezar.

Por meio de um vídeo, onde ele se identificou como Sérgio e que trabalha com publicidade, o consumidor relatou que os serviços prestados pela concessionária Águas do Sertão, responsável pelo controle e abastecimento de água do município, não agradam à população.

De acordo com ele, as contas de água que chegavam à casa onde mora variavam entre R$200 e R$800 reais. Ele destacou que no imóvel não tem piscina, nem uso exagerado de água e que tem apenas uma caixa de água para o abastecimento da residência.

Ainda de acordo com Sergio, sem ter como pagar os altos valores das contas, a empresa já havia cortado a água da casa. "Eu não vou pagar pois não consumo todo esse valor. Eu falei, eu não vou pagar, não tenho condições de pagar um valor desse de água, sendo que eu não tenho piscina em casa, só chega água uma vez por semana para a gente tomar um banho chuveiro e só tem uma caixa de água”, disse Sergio para um agente da empresa.

Sérgio também contou que um agente da empresa foi realizar a leitura mensal. "Informei que o abastecimento já estava cortado e o agente disse que o contador está funcionando e faz a leitura normalmente, realizando assim uma nova cobrança. E, de fato, veio mais uma cobrança de 40 reais", afirmou.

Indignado, Sérgio pediu ajuda ao prefeito, pelo vídeo. “Prefeito Júlio Cezar, eu peço a sua intervenção com relação a isso, o senhor é homem de ordem, tem capacidade para isso e eu sei que o senhor vai fazer alguma coisa", finalizou.

O prefeito Júlio Cezar disse que a Prefeitura de Palmeira dos Índios não é responsável pelo fornecimento de água da cidade e sim a empresa Águas do Sertão.

Em resposta à consulta recebida por meio do jornalismo do portal de notícias agresteagora.com, a respeito de um morador que recebeu uma fatura após ter o fornecimento de água interrompido, a concessionária Águas do Sertão esclarece o seguinte:

A emissão de fatura após o corte de água pode ocorrer devido ao consumo registrado até a data efetiva do corte. Isso significa que, entre o último período de leitura e o momento do corte, qualquer volume de água consumido que ainda não tenha sido faturado pode gerar uma cobrança residual.

Este faturamento final reflete o consumo de água até que todos os serviços tenham sido devidamente interrompidos, assegurando que o cliente pague apenas pelo que efetivamente utilizou.

Além disso, é importante considerar que altas inesperadas no valor da fatura podem ser indicativas de problemas internos, como vazamentos, que resultam em aumento do consumo mesmo sem o uso consciente da água por parte do morador.

A Águas do Sertão está comprometida em fornecer atendimento qualificado aos seus clientes e à disposição para realizar uma inspeção mais detalhada do caso do morador em questão, a fim de investigar a possibilidade de problemas internos e garantir a correta medição de seu consumo de água.

Reiteramos nosso compromisso com a transparência e a satisfação dos consumidores, e nos colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram