Notícias

No Amazonas, juiz prende delegado que o denunciou por corrupção (vídeo)

Por Redação
fevereiro 11, 2024

O delegado Regis Cornelius Celeghini Silveira, que atua como titular na 65ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) em Carauari, no Amazonas, foi detido após fazer acusações de corrupção contra o juiz Jânio Tutomu Takeda, responsável pela comarca local. O incidente ocorreu durante uma inspeção na delegacia, onde o próprio delegado registrou em vídeo o ocorrido.

No vídeo, que circulou em redes sociais, Regis relata a visita da equipe judiciária e, em determinado momento, confronta o juiz afirmando tê-lo denunciado ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), rotulando-o como "um dos principais agentes corruptos da cidade". Em resposta, o juiz ordena a prisão do delegado.

Reprodução

A denúncia à qual o delegado se refere, protocolada junto ao MP, acusa o juiz de facilitar a introdução de um telefone celular em uma instituição prisional. De acordo com a denúncia, um detento em posse do aparelho afirmou ao delegado que realizava "serviços" para o juiz em sua residência, justificando assim a posse do dispositivo.

Além disso, a denúncia também alega que o magistrado praticou favorecimento pessoal e facilitou a fuga de presos. Parte do documento relata que "o delegado ouviu de várias fontes que a cidade estava imersa em um ciclo de violência: o aumento de furtos e roubos decorria do crescente número de usuários de drogas, cuja quantidade aumentava devido ao tráfico desenfreado, sendo este último alimentado pelo juiz da cidade, que libertava traficantes em troca de dinheiro".

Acompanhe o vídeo

A denúncia continua afirmando que "também se comenta que o magistrado mantém os presos sob condições deploráveis, privando-os de dignidade mínima como parte de uma estratégia para vender facilidades, induzindo os detentos a buscarem, em nome de sua própria saúde, decisões judiciais favoráveis através de corrupção".

Em resposta, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) emitiu uma nota informando que uma equipe da Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança foi enviada a Carauari na quinta-feira (8) para investigar os acontecimentos envolvendo o delegado e o juiz da comarca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram