Notícias

Piloto de acidente com lanchas que matou dois turistas na Bahia tem prisão preventiva decretada

Por Redação
janeiro 3, 2024

Por Sandro Jardel / Jaenoticia

O piloto da lancha que bateu contra outra embarcação na ilha de Boipeba, que pertence ao município de Cairu, no baixo sul da Bahia, teve prisão preventiva decretada na terça-feira (2), após audiência de custódia. A informação foi dada nesta quarta (3) por José Raimundo Nery Pinto, coordenador regional da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil (Coorpin), em Valença, responsável pelas investigações.

O acidente ocorreu na tarde de sexta-feira (29) e deixou dois turistas mortos e outras duas pessoas feridas - entre elas, o piloto da embarcação atingida.

O investigado, Aldir do Rosário Amor Divino, foi preso em flagrante horas depois e será transferido para o presídio de Valença ainda nesta quarta, segundo a Polícia Civil. Conforme o delegado, ele vai responder pelos seguintes crimes:

Art. 261 - expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea; com pena de 4 a 12 anos pelo agravante de ter resultado em submersão da lancha.

Art. 258 - se do crime doloso de perigo comum resulta lesão corporal de natureza grave, a pena privativa de liberdade é aumentada de metade; se resulta morte, é aplicada em dobro.

"Vai terminar sendo uma pena até maior do que homicídio, porque no caso de homicídio, a gente ia ter que apurar se era culposo, que a pena não é tão grave, ou doloso, com a pena de dolo eventual", detalhou José Raimundo.

Conforme testemunhas, Aldir chegou a prestar socorro às vítimas, porém, fugiu pouco depois e foi encontrado com sinais de embriaguez. Passageiros também afirmaram ter visto o homem ingerindo bebida alcoólica durante o passeio.

Apesar disso, o teste do bafômetro ao qual ele foi submetido não detectou presença de álcool. Para o delegado, isso provavelmente se deve ao intervalo de tempo entre o acidente, ocorrido por volta das 15h, e o exame, realizado em torno de 23h do mesmo dia, pela Marinha.

O resultado do procedimento deverá sair no início da próxima semana, mesmo prazo em que serão apresentados aos autos do inquérito. Se comprovado que o homem fazia uso de álcool durante o trabalho, ele será tratado como reincidente. Isso porque, meses atrás, Aldir se envolveu em outro acidente após pilotar lancha ingerindo bebida alcoólica. Na ocasião, uma pessoa se feriu.

Acidente no Rio do Inferno

A polícia destacou que o suspeito tem licença para pilotar e a carteira, que foi aprendida pela Marinha, está dentro do prazo de validade.

A Capitania dos Portos também investiga o caso e divulgou que as duas embarcações bateram de frente em um local conhecido como "Rio do Inferno", nas imediações do Encantado, no trecho conhecido como Cruzinha, na ilha.

O delegado descreveu o "Rio do Inferno" como um canal estreito onde, quando o nível do rio baixa, é necessário navegar com velocidade reduzida, para evitar acidentes. "Pelo que foi apurado pela Polícia Civil e também pela Marinha, ele seguia com velocidade excessiva", disse ele.

A embarcação atingida saiu de Valença e transportava passageiros até Boipeba, em uma viagem que dura, em média, uma hora e meia. A outra fazia um passeio pela região, o chamado "Volta à Ilha", que contorna o território e faz paradas em pontos estratégicos.

Sobre as vítimas

Ainda conforme Nery, após colidir, a lancha afundou e os dois turistas morreram no local, antes mesmo de receberem atendimento médico. São eles:

O alagoano Mário André Machado Cabral, de 34 anos, advogado e doutor em Direito Econômico
A goiana Larissa Fanny Galantini Pires, de 35 anos, ativista e educadora ambiental

O condutor da outra lancha não teve nome divulgado. Ele ficou ferido e foi levado para uma unidade de saúde, mas recebeu alta médica no sábado (30), de acordo com a empresa responsável pelo transporte.

Uma mulher, que não teve nome divulgado, chegou a ficar desaparecida e foi localizada horas depois. Ela foi socorrida para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, e quando o quadro de saúde estabilizou, no fim de semana, ela foi transferida para uma unidade particular, que não foi informada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco

Rua José Pinto de Barros, Nº  26
 Centro
Palmeira dos índios - AL

E-mail: siteagresteagora@gmail.com

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram